×
×
×
×

NOTÍCIAS

Domingo, 25 de Setembro de 2022 às 14h41 Final do Brasileirão Feminino Neoenergia estabelece recorde de público do futebol feminino no país

Ao entrar em campo, as jogadoras de Corinthians e Internacional olhavam para cima, para os lados, para frente. Em todo canto, havia um torcedor na final do Brasileirão Feminino Neoenergia. Ao todo, eram 41.070 presentes na Neo Química Arena, o maior público da história em um jogo de futebol feminino de clubes no Brasil.

A marca anterior pertencia ao Inter, que havia quebrado o recorde justamente na partida de ida da decisão, no último domingo (18), quando levou 36.330 pessoas ao Beira-Rio.

“O recorde de público em São Paulo revela mais uma vez que o futebol feminino é uma realidade no Brasil. A festa dos torcedores na final deste sábado nos deixa ainda mais confiantes em investir no crescimento de todo o futebol feminino no país, uma das prioridades da minha gestão”, disse o Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Além de superar o recorde nacional, o público de Corinthians x Internacional tornou-se também o maior de toda a América do Sul. Em junho deste ano, o América de Cali levou 37.100 torcedores na final do Campeonato Colombiano.

A grande tarde de futebol feminino em Itaquera vem em um momento especial para a modalidade no Brasil. Nesta semana, a CBF anunciou uma premiação recorde de R$ 1 milhão ao campeão e de R$ 500 mil ao vice, valores cinco vezes maiores do que os da temporada passada. E não vai parar por aí.

“Para a próxima temporada, vamos melhorar a premiação das competições, fomentar o crescimento nos estados e investir na formação de toda a cadeia esportiva do feminino, com cursos e preparação de treinadores, auxiliares, executivos. O papel da CBF é dar protagonismo às mulheres, fazer o futebol crescer de uma forma orgânica e encher mais estádios por todo o país”, concluiu o Presidente da CBF.

Em campo, o Corinthians venceu o Internacional por 4 a 1 e conquistou o Brasileirão Feminino Neoenergia 2022 pela quarta vez em sua história.

PARCEIROS